Header Ads

 Click Jogos Pro

Descubra o que acontece com seu corpo e cérebro durante o orgasmo

Quando você está na cama com seu parceiro, sente que seu coração está acelerando e que as carícias estão prestes a levá-la ao orgasmo, seu corpo se prepara para experimentar um intenso prazer.

Mas por que alcançar este clímax lhe faz se sentir tão bem? Neste artigo, vamos explicar o que acontece com você durante este maravilhoso momento da intimidade.
Antes de mais nada, agradeça seu cérebro e ao seu corpo por esse momento de prazer.


A química do prazer
De acordo com o site WebMD, especializado em saúde, o sexo diminui a atividade das regiões do cérebro que são responsáveis pelo controle do comportamento e das decisões, fazendo com que possamos lidar melhor com o estresse. É aí que o sistema nervoso central envia milhares de sinais de prazer para a nossa mente, enchendo-a de dopamina, a substância química do bem-estar.
Eventualmente, percebemos que o prazer se intensifica, levando ao orgasmo. Para os homens, o orgasmo pode durar até 10 segundos, enquanto as mulheres chegam até 20 segundos e algumas, até mesmo, superam esta marca.  
De acordo com a Dra. Laura Berman, terapeuta de relacionamentos e autora de um livro sobre sexo, durante o clímax, nosso cérebro se enche de ocitocina, um químico poderoso que inspira sentimentos de intimidade. Conhecido como hormônio do amor, esta substância pode nos fazer sentir conectados ao nossos parceiros, como explica o site de saúde e bem-estar Everyday Health.
A perita observou que os homens têm níveis muito altos de testosterona no cérebro neste momento, o que pode combater alguns dos efeitos da ocitocina. É por isso que, em vez de abraçar e acariciar as parceiras depois do orgasmo, muitos preferem ir dormir!
O que acontece no nosso corpo?
No caso dos homens, o fluido seminal se concentra no bulbo uretral. Neste momento, inevitavelmente, o homem chegará ao orgasmo. Em seguida, o sêmen é ejaculado e o pênis passa por contrações, segundo o site WebMD.
No caso das mulheres, um terço das paredes vaginais se contraem ritmicamente em intervalos de aproximadamente 0.8 segundos, embora o número e a intensidade das contrações possa variar de orgasmo para orgasmo. Além disso, os músculos do útero também se contraem quase que imperceptivelmente.
Para ambos os sexos, a pulsação acelera e aumenta a pressão arterial. A tensão muscular e a contração dos vasos sanguíneos se torna possível. Às vezes, o orgasmo também causa reflexos musculares nas mãos e nos pés.
Uma curiosidade
Sabia que durante o orgasmo, o córtex orbito-frontal lateral, a região que é muitas vezes considerada como “a voz da razão” e controla nosso comportamento, sofre uma diminuição de atividade? É por isso que o cérebro de uma pessoa que chega ao orgasmo é bastante similar ao de uma pessoa que consome heroína, de acordo com um estudo publicado na revista científica Journal of Neuroscience. Incrível, não é?
Se você tiver dúvidas sobre o que acontece com seu corpo e com o seu cérebro durante o orgasmo, não deixe de procurar um profissional de saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...